Desomenagem
Está pegando mal para a imagem do governador Mauro Mendes o fechamento da escola estadual Nilo Póvoas, que funciona em Cuiabá há mais de 50 anos, sob a alegação de baixo número matrículas e frequência de alunos. Em artigo publicado nesta quinta (16) no HiperNoticias, o advogado Lenine Povoas, bisneto de Nilo e filho da desembargadora Maria Helena Póvoas, faz um desabafo da família sobre o fechamento. Mas, ao final, oferece umas janelas para o governo sair da saia-justa: ou transfere o nome para outra escola ou instala ali no prédio do bairro Bandeirantes um equipamento público digno da memória do Nilo Póvoas.

Voltar