TRE cassa mandato de Vereador e deixa apresentador de TV inelegível

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) cassou o mandato do vereador de Várzea Grande, Ademar Freitas, o Ademar Jajah (PSDB). A mesma decisão declara inelegível o apresentador de televisão e suplente de deputado estadual Jajah Neves (Solidariedade).

Por unanimidade, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) cassou o mandato do vereador de Várzea Grande, Ademar Freitas, o Ademar Jajah (PSDB). A mesma decisão declara inelegível o apresentador de televisão e suplente de deputado estadual Jajah Neves (Solidariedade).

A ação contra os irmãos “Jajah” foi movida no Tribunal Regional Eleitoral pelo suplente de vereador Joaquim Antunes (PSDB). A defesa dele, por meio do advogado Lenine Póvoas, acusa o vereador do PSDB de ter “usurpado” da imagem do irmão para confundir os eleitores de Várzea Grande.

 Na campanha eleitoral, um santinho com nome e número de Ademar Jajah foi publicado com uma foto de Jajah Neves, que apresentava programa de forte apelo popular e era suplente de deputado. Segundo a representação, “houve uma clara tentativa de induzir o eleitor ao erro”.

 No julgamento, o juiz eleitoral Antonio Veloso Pelleja disse que ficou claro a tentativa de "induzir" o eleitor a votar no apresentador de televisão. O próprio relator alegou que se "confundiu" com as votos.

 O voto do relator foi acompanhado pelo demais membros do pleno do Tribunal Regional Eleitoral.

 A decisão ainda cabe recurso. O parlamentar seguirá no cargo até a conclusão do julgamento dos embargos no Tribunal Regional Eleitoral.

 Apesar de decisão declarar Jajah Neves inelegível pelo período de 8 anos, ela não terá validade no atual pleito eleitoral, onde ele concorre a uma vaga na Assembleia Legislativa. Isso porque, no ato de registro de candidatura dele, ainda não havia a restrição por conta desta condenação.

 O MPE pediu a impugnação da candidatura de Jajah pelo não pagamento de uma multa eleitoral de R$ 50 mil. O parlamentar garante ter efetuado o pagamento e apresentará o comprovante durante sua defesa.

 Fonte: FolhaMax


Voltar